domingo, 19 de julho de 2009

Novo Blog.



Decidi tirar as postagens que fiz no Brasil desse blog e criar um outro, deixando esse exclusivamente para as memorias do meu ano como au pair.

quarta-feira, 27 de maio de 2009

2 meses de Brasil.. Abrindo meu coracao!

Bom, queria trocar o layout do blog mas nao to com pique nem imaginacao pra muda-lo, entao fica assim... rs

2 meses e pouquinho de Brasil e tenho uma saudade insana da vida Americana, das mordomias e oportunidades. Ja recebi um convite para ir morar na Europa, e decidi aceita-lo! MASSSSS... so depois que terminar a faculdade.

Decidi por enfermagem mesmo, medicina eh muito caro e pra fazer uma Usp continuaria gastando dinheiro com cursinho e ainda iria TENTAR ser aprovada. Melhor Enfermagem mesmo, assim ja pego a base e depois posso tentar o quero, decidi por aprender um novo idioma, assim fica mais facil de me virar por la [Europa] e assim eu posso expandir as oportunidades.


Tenho uma amiga que diz "Prefiro pegar mulher!" O pq de eu ter citado isso? Segundo ela, Mulher da menos trabalho, mulher entende mulher, sabe o que uma mulher espera, sabe o que nao gosta, e principamente, nao ficamde joguinho, quando querem, querem, se nao querem, eh BYE.

Terminei meu namoro, infelizmente nao dava mais (Homens.. o coisinha complicada que nao vivemos sem...).
Muitas crises toscas, falta de maturidade, crises existenciais, showzinhos, sem entrar em detalhes mais profundos. Achei que quem fazia esse tipo de coisa, eram as meninas, mas nao era eu no caso, foi ele quem fez isso. Foi dificil.

Terminar um namoro com alguem que gosta muito de voce nunca eh facil, mas infelizmente nao existem palavras doces para isso ou que nao machuquem. Queria ter terminado numa boa e ao menos ter continuado como amigos, mas depois que ele insistiu em motivos pelo termino do namoro, e eu joguei um "To afim de outro cara", ele ficou magoado e se revoltou, rs.

Disse um monte de merda, mas como diz minha querida Babi e como diz um outro amigo meu, "Eu sou paciente" e "Tudo sera lembrado na melhor hora". Nao, eu nao desejo mal algum a ele, jamais. Quero mesmo que ele seja feliz, que encontre aquele alguem especial, aquela pessoa que todos queremos ter ao nosso lado. Torco muito por ele, muito mesmo. Que ele ache alguem que goste de poesia como ele gosta, que adore ficar trocando frases e coisinhas simples e que goste de estar junto as 24 horas do dia.

So acho que nao precisava ter sido tao infantil e babaca, falado coisas tao toscas, que magoaram. Tentei fazer tudo da melhor forma possivel, ser o mais sincera, mesmo com as infantilidades dele, fui atras e tentei ser amiga, acho chato esse tipo de situacao, foram meses de espera ate nos encontrarmos, ficou 20 dias na minha casa com os meus pais cuidando dele. Terminanos mas tivemos algo legal, precisava ser tao infantil? Cada uma recebe os fatos da vida e cada um lida com sua raiva de uma maneira diferente. E como eu prometi, vou respeitar o que ele pensa e o que ele quer... "Tudo sera lembrado na melhor hora".

Eu fiquei refletindo aonde eu errei, os pqs de errar... Cheguei a conclusao que meu namoro com ele comecou numa crise com outro garoto pelo qual eu era apaixonadissima... Tentando esquece-lo comecei esse namoro e acabei machucando uma pessoa legal. Paciencia, essa eh a vida.
Por um bom tempo gostei mesmo dele, um sentimento intenso, bonito, foi vivo, mas as crises infantis, a inseguranca, a falta de "iniciativa" em algumas coisas, as tentativas de me mudar, a distancia e tambem a aproximacao de um outro guri acabaram dando aquela vontade de falar "Segue sua vida que eu sou seguir a minha".
Acho que quando a gente ama, tem que aceitar as pessoas como elas sao. Temos sim que ter algumas expectativas, mas nao querer mudar o outro.

O minino que eu espero de qualquer cara eh que ele tenha consideracao comigo.
Que ele saiba cortar as asinhas de outras meninas, como eu faco quando estou namorando, afasto qualquer possibilidade de mal entendidos, defendo a pessoa de qualquer coisa, e a sinceridade.

Das coisas acima, so existia mesmo a consideracao, pq ser homem como precisa ser muitas vezes ele nao foi.

Como tudo Aconteceu? Fiquei pensando se terminava o namoro e falava com o cara... Se Falava com o cara e terminava... mas achei baixo falar com o cara e dependendo da resposta dele continuar ou nao meu namoro, entao foi ai que terminei e no mesmo dia fui a luta. Conversamos muito... Depois desse dia conversamos mais algumas vezes... E nos encontramos.

Hum... diria que foi bom. Estar nos bracos de quem voce gosta eh muito gostoso, eu tenho a consciencia de que ele nao sente o mesmo que eu, mas talvez um dia isso mude e seremos um casalinho feliz, talvez nao, enquanto isso eu to vivendo feliz. Mudei muito, e to feliz assim.

Tenho saido sempre que posso, fui num niver, tocava funk.. chinguei muito minhas amigas (odiava funk), mas no fim dancei ate nao querer mais e ate curto funk agora! [/Sem mais detalhes da festa, rs]

Minhas amigas vieram dormir aqui em casa e foi maravilhoso te-las comigo, jogamos, comemos, rimos, fofocamos, dancamos mais funk, falamos de planos do que queremos, marcamos mais saidinhas juntas... TUDO o que eu precisava.

Vou na casa das minhsa amigas, pra ver filme, ouvir os problemas de cada uma, falar dos meus, rir dos nossos, falar de caras, de viagens... de tudooo! Nao quero me afastar mais delas.

Eh tao engracado como tem "gente morta reaparecendo na minha vida".
A Babi me contou um bafao no qual ela disse pra um menino que terminou com ela pra voltar com a ex: "Eu sou paciente, e voce vai voltar, vai me querer de volta e eu vou dizer: Eu te falei!".
E Nao eh que ela estava certa? Passou UM ano e o menino voltou... Ela teve a maior paciencia do mundo, nao correu atras, sem sms, nem nada.
O que nao tem aparecido de menino do passado, falando "Nossa que saudade, vamos sair?", ou coisas do tipo "Voce tah super gata, vamos sair?"... Quem diria que aquele rolinho de 2004, que eu tanto corri atras, que feriu meus sentimentos, iria voltar atras? Nem eu imaginava essa! Agora so falta o difunto master aparecer na minha porta de golzinho vermelho! Nao duvido nada disso, depois que conversando com a Simone sobre esses meninos, ela me solta, foi o "fulano do gol vermelho" que disse isso? [Nao, ele nao tinha nada com esse bafao, o fulano do gol vermelho tah de casorio marcado! Felicidades Golzinho Vermelho! Nos afastamos de uma maneira bruta mas hoje eu nao tenho magoa alguma de voce, seja feliz =*]

Bom amigas, eu to feliz, meus pais pegam no meu pe, enchem quando vou sair, reclamam quando chego as 5 da manha sem avisar [se eu aviso reclamam, se eu nao aviso reclamam, melhor reclamar sem eu avisar, assim nao enchem quando to saindo... rs], tenho contato com as minhas amigas como antes, e eu sentia tanta saudade disso, tenho flertado com varios meninos, isso faz um bemm pro ego, me sinto VIVA.

So nao me acertei ainda na vida profissional, queria mesmo entrar na area medica de cara, assistente, algo assim, mas nao sei, preciso de emprego para bancar as baladas, cursos, roupas e essas coisas. Por enquanto meus pais ainda nao reclamaram, alias, meu pai nao reclamou, minha mae tah comecando a pegar no pe.

Bom, como a dona Zizy reclama que eu nao dou detalhes no meu blog, e quase nao temos mantido contato no msn pq os gemeos nasceram e ela nao tem tempo pra ficar de papo, deixo registrado aqui pequenos detalhes sobre o "vc sabe quem", o resto te conto depois. Leia quando puder e deixa scrap =]

Gosto mesmo dele, e hoje tenho certeza disso.
Sei que ele nao sente o mesmo [e nem sei se sentira algum dia], o que dificulta um pouco e me breka antes de qualquer atitude mais ousada. Penso que talvez um dia ficaremos juntos, mas ate isso acontecer [se acontecer] vai demorar. Eu tenho paciencia, e vou tentar, se nao deer certo, ao menos eu tentei e poderei seguir a vida sem duvidas.

Quando ele veio aqui, ficamos horas conversando, e ele me contou fatoss de sua vida, alguns me fizeram querer chorar, nunca imaginei que alguem como ele, passou por tantas coisas na vida, uma historia de amor linda que infelizmente nao deu certo, percebi que ele tem magoas de historias do passado e talvez isso faca ele dar aquela paradinha antes de entrar de cabeca, nao sei =S
Ele eh um cara dificil de se entender, mas por enquanto eu to levando. Como dizem "as macas mais gostosas sao aquelas do topo da arvore, que dao mais trabalho pra se pegar". E a cada passo positivo que eu dou, meu coracao pula de alegria. Talvez eu pense isso pra "auto me fazer feliz", mas penso que tudo o que eh mais dificil, tem mais valor, dura mais e tem mais sabor...

Conversando com amigos, alguns em comum sem saber que se tratava dele, falando de como ele agia, que eu liguei e ele foi frio, recebi a seguinte resposta:
1 - Homem eh tudo putao. Sao todos iguais, alguns dos mais novos se salvam por serem bobinhos, mas sao todos iguais. Homem nao gosta de mulher que corre atras, eles gostam de perseguir, de correr atras, nao liga pra ele nao, deixa ele ligar...
2- Nao se iluda com nenhum homem.

Pensei.. pensei.. e falei: Quer saber? Tem tanto homem que parece calmo no mundo [aprendi que cavalo amarrado tb pasta viu! Cuidado com os tontos.], nao vou mais sair com esse nao..

E ele me disse: Nao Vivi, se ele te ligar, sai e curte, aproveita esse tempo junto, talvez esteja ai o que ele precisa pra ser conquistado, apenas nao liga mais pra ele e nem manda mensagem. So nao deixa de sair com outros caras por causa dele, viva sua vida. Talvez ele se apaixone e pronto. Talvez voce se apaixone por outro cara e olha que lindo.
Meu, um putao me dando esse conselho. Thanks meu carioca mais lindo =*]

Eh isso, vou vivendo, vou curtindo. Nunca quis passar por essa fase de ficar de vez em quando com alguem, ou com varios, mas eu to levando, curtindo a nova vida, a nova fase.


Em julho fico 2 semanas no Rio de Janeiro na Casa da minha tia e na casa Da Milly, depois fico 2 semanas nas baladas com a minha sobrinha e dai eh volta a realidade! Faculdade e sim, comecarei a trabalhar e diminuirei o ritmo de festa.

So fica a pergunta: E voce, fara parte da minha vida?


Beijokasssss

segunda-feira, 4 de maio de 2009

This is Brazil...


Hiho Babes!

Dia 15 completara 02 meses que voltei ao Brasil. Sinto falta dos Estados Unidos? Muita!
Mas tenho "aceito" bem a volta a realidade, fico feliz por estar com papis, mamis, namorado e amigos... Tenho curtido essas ferias, mas ficar muito tempo parado nao eh muito bom... E fica pior quando os nossos amigos continuam seguindo uma rotina e nao tem tempo pra ficar fazendo nada junto com a gente.

Minha vida esta muito bem obrigada, no momento nao tenho procurado empregos para nao acha-los.
Pasmem, mas com 20 dias aqui, achei um "mini estagio" por assim dizer, nao curti muito, e pra ser sincerissima, nao estava afim de trabalhar. Queria ferias!!!

Agora tenho pensando e planejado um novo intercambio, dessa vez pela Europa, destino Franca, Roma e Inglaterra. Estou tentando HARD levar alguns amigos e familiares comigo, assim sera aprendizado WITH some fun!


Nesse momento estou bem confusa sobre o meu futuro profissional e sobre estudos. Fiz algumas pesquisas sobre faculdades, tipos de cursos, linguas e etc.

Sobre linguas decidi dar continuidade ao Ingles e inicio ao Frances e Italiano.
Faculdades gostaria de entrar na area de medicina, mas estou em duvida se entro no cursinho ou se comeco um curso tecnico em Enfermagem.


Sobre empregos, nao gostaria de trabalhar em empresas, mas curtiria a oportunidade de trabalhar com criancas, ou na area hospitalar/clinicas.

Quero ir conhecer a familia do meu namorado e o Sul do pais em breve :P
Viajar pelo Nordeste do Pais com mamis tambem.


E ai, alguem tem alguma sugestao ou opinao pra mim?

Vou ligar o modo ferias para o blog, remodela-lo e voltarei com novidades, se alguem quiser entrar em contato, agora tenho tempo suficiente para responder perguntas ou apenas trocar ideias, e falar da experiencia como au pair.

Beijos e ate breve
;*

sábado, 4 de abril de 2009

Uau!

Nossa, fui adiando a postagem, por um motivo e depois por outro e acabei so aparecendo por agora.

Um dos motivos foi a re-adaptacao que ainda me toma muito tempo, penso em tantas coisas, mas falo disso mais ao final do post. Quero contar sobre meus ultimos momentos com as minhas kids, que hoje sinto tanta saudade.

Meus hosts nao contavam as kids que eu iria embora, entao decidi contar. Certo dia durante alguma refeicao, disse a Emma "Voce sabe que um dia eu tenho que ir embora, certo?" e ela me respondeu "Em alguns meses neh Vivi?", me doeu o coracao mas respondi "Na verdade em pouco tempo Emma".
Continuamos conversando e eu expliquei da maneira, a qual eu jugo a melhor possivel. Usei o mesmo exemplo que usei quando minha amiga Emilly foi embora e a Emma me questionou o pq, disse que meus pais sentiam saudades e eu tambem sentia saudades deles, disse que eu tinha um tempo pra ficar no pais dela e que este tempo estava acabando, isso ainda me intriga um pouco por causa da idade dela, mas ela sabe perfeitamente que somos de paises diferentes, linguas diferentes e como ela costumava dizer, papai e mamae diferente. Ela me respondeu da maneira mais doce possivel dizendo que "Vivi, seu papai e mamae sao diferentes, nao sao o meu papai e minha mamae neh?". O que achei mais bonito, que me fez chorar depois, foi quando ela me disse "Vivi, voce pode pedir para alguma amiga sua vir cuidar de mim??". Por varias vezes no meu tempo off, aos finais de semana, quando o Jonah era um bebezinho de colo, eu levava a Emma pra sair comigo e com as minhas amigas, e elas sempre se deram bem.

Eu nao pedi muitos detalhes para os meus hosts sobre a futura au pair, em partes por ciumes, em partes por vergonha, sabia que seu nome era Karla e ela viria do Panama, entao falei para a Emma que minha amiga Karla viria cuidar dela, fizemos uma faixa de "Welcome Home" para ela, e quando meus hosts tomaram conhecimento que a Emma sabia de tudo e tinha aceitado bem, eles ficaram meio chocados, mas aliviados tambem.

Meus ultimos dias la foram tristes, apesar de estar saturada de acordar todos os dias com as kids chorando, ter que aguentar as birras deles, eu os amava e gostava muito do lugar aonde eu morava, nao consigo parar de comparar Pleasantville com Sao Paulo. A diferenca eh gigante. Jaa fui chamada de soberba por uma amiga minha, mas infelizmente essa eh uma realidade, aposto que todas as meninas e meninos que tiveram um ano proveitoso nos EUA quando voltaram tiveram essa fase de comparacao e infelizmente o Brasil sai perdendo em muitos aspectos. Sinceramente, do fundinho do meu coracao, eu descrevo o Brasil como lugar de passeio e ja penso em outros lugares para morar daqui um tempo. Penso em retonar aos EUA ou ir conhecer a Europa. Sinto falta da educacao das pessoas, sinto saudade de dirigir sem ter um bando de retardado sem educacao no carro ao lado, sinto saudade de me sentir segura andando com a minha bolsa, meus cartoes, meu dinheiro, meu cel, meus bens pessoais e qualquer outra coisinha de valor. Sinto saudade de ser livre. Sao Paulo eh um lugar feio, aonde parece que a inveja domina as pessoas. Ninguem parece ter fequentado uma escola, pois voce nao ve um gesto generoso de ninguem, meu amigo panda comentou sobre isso no blog dele, acompanhe aqui: Momento Panda. Sao tantas diferencas, hoje entendo pq metade (ou mais da metade) das au pairs brasileiras mudam de visto ou ficam ilegais nos EUA. Em partes eu me arrependo de ter voltado. O que me da mais forca e me faz pensar em nao retornar agora, sao meus pais e meu namorado, fora isso, nada me prende aqui.


Voltando aos meus ultimos dias de EUA, mandei minha caixa na ultima semana e fiquei com medo da Policia Federal, pois iria colocar alguns eletronicos na mala. A sensacao de deixar meus pequenos la, foi muito dolorosa, eu realmente os amo muito e sinto muita saudade, muita mesmo. Saudade deles me chamando, dos abracos da Emma, saudades de brincar com o meu eterno bebezinho Jonah, de faze-lo dar aquelas gargalhadas gostosas, saudades de varias coisinhas!

Um dia antes de partir, assisti ao filme da noite com eles, coloquei o gordinho pra dormir e chorei muito, mas muito mesmo. No dia da partida, foi triste, acordei cedo, tentei tomar cafe com eles mas nao consegui, acordei tarde. Fui me despedir da host family da Emilly, cheguei e fiquei vendo filme com a Emma, deitada na minha cama, abracadinha com o meu tesouro. Almocamos juntas (o Jonah estava dormindo), dirigi um pouquinho, pois sabia que demoraria muito tempo pra dirigir novamente (nao tenho coragem de dirigir em SP, cidade de louco) e fomos para o aeroporto. Triste isso :/

La o Jim foi me ajudar a despachar as bagagens (delta eh uma droga, filas imensas, desorganizada, CIA de merda), quando tudo estava pronto, hora de despedida!
Abracei meu Jonah gostoso, que estava mais interessado no biscoito da mao dele, rs.
Abracei minha Emma, que me abracou demorado, e nao queria largar, nisso vejo algo que me surpreendeu, a JEN chorando. Claro que cai no choro tambem e dei um abraco bem apertado. Me surpreendi mais ainda ao ouvir um eu te amo dela!
Nisso vejo o Jim quase chorando e fazendo graca pq estavamos chorando.
Cara, foi triste! Despedidas sao tristes demais

Estou com muiiiiitas saudades deles, e espero poder reve-los em breve ou ao menos algum dia nao tao longe. Espero terminar a faculdade aqui e ir embora para outro pais, aonde possa criar os meus filhos da maneira que desejo e em um lugar melhor.

Por agora, o que maiss desejo eh nao perder os bons habitos e o que aprendi de melhor, com eles la fora. Espero que esse Brasil nao me corrompa, nao consiga me deixar como essas pessoas sem classe e sem educacao que aqui habitam! Nunca pensei em dizer isso do meu proprio pais, mas essa eh uma verdade que somentos aqueles que tiveram o minino de conhecimento e nivel cultural podem ver. Espero que esse meu post nao tenha uma interpretacao ruim.
Muitos acreditam que o Brasil possa ser um pais de primeiro mundo. Eu nao vejo isso acontecendo enquanto muitas coisas nao mudarem, e de coracao, nao vejo esses pontos mudando. Alguns vao dizer "se esta tao ruim pra voce, pq nao faz algo pra mudar?", eu irei fazer algo sim, procurarei algo na qual eu jugo melhor e deixar quem esta feliz aqui, sendo feliz.


Bom, vou ficando por aqui, ja viajei demais escrevendo e pensando na relacao Diferencas Brasil & Outras partes do mundo. Isso me deixa pior e nao me ajuda a encarar o fato que ainda trnho alguns anos de Brasil antes da grande mudanca.


Beijos a todos os meus amigos e muito obrigada a todas as garotas que me escrevem, nao tenho respondido pq estou aproveitando as ferias do meu namorado com ele. Semana que vem volto a rotina normal!

As futuras au pairs que me escrevem, desejo um otimo ano como au pair, um ano de crescimento pessoal, de desenvolvimento, e de muitas coisas que so voces poderao descrever.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Agora eh CountDown.

Mais 3 semanas e meu destino eh o Brasil.

Ansiosa, com medo, feliz, triste. Creio que tudo que estou sentindo agora, foi o que eu senti um pouco antes de vir. A inseguranca da re-adaptacao, os medos, o pensamento de "que loucura".

Mil coisas na minha cabeca. A mudanca, isso me tem tirado o sono, como empacotar tudo sem gastar demais!

Tenho tannnnta coisa pra falar, queria escrever tudo agora, mas tenho que tentar empacotar as coisas logos. Comprando tanta coisa que nao poderia comprar no Brasil.

Hoje a noite volto e posto um montao de coisas!

Beijokas

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Por Enquanto...

"Mudaram as estações 
nada mudou
Mas eu sei que alguma coisa aconteceu
Tá tudo assim, tão diferente

Se lembra quando a gente
chegou um dia a acreditar
Que tudo era pra sempre
sem saber
que o pra sempre
sempre acaba

Mas nada vai conseguir mudar
o que ficou
Quando penso em alguém
só penso em você
E aí, então, estamos bem

Mesmo com tantos motivos
pra deixar tudo como está
Nem desistir, nem tentar,
agora tanto faz...
Estamos indo de volta pra casa".




Bom, para deixar registrado e dar um update nos fatos, vamos blogar.

Ha uma ou duas semanas atras mandei um email para a minha queridissima LCC que nao
me deu retorno algum.
Sabendo que isso aconteceria, no dia seguinte mandei um email para a gerente
regional que tambem nao me deu retorno algum, mas isso nao foi problema, ja que o Jim
havia ligado para a mesma e conversado.

Tentei pedir ajuda para ver se a Cultural Care pagaria meu ticket, afinal, a au pair
da irma da Jen iria ganhar o ticket de volta, mesmo tendo desistido, entre outras au pairs
que tiveram seus tickets concedidos mesmo quebrando contrato.

A Gerente negou, e eu reclamei, mas nada adiantou. Sinceramente nao esperava ajuda alguma,
ja que ela e a Ellen
Sweeney sao amiguinhas e uma cobre as merdas da outra.

Tudo ok, meu pai disse que pagaria o ticket, e se nao pagasse, eu conseguiria cobrir a despesa.

Falando em Ellen
Sweeney, a hora de poder falar o que eu queria pra ela chegou. Quando eu
necessitava que essa "querida" me mandasse os emails dos meetings ela nao mandava.
Ontem chegaram uns emais dela falando dos meetings, pensei, pensei e pensei...
e decidi por mandar um email para ela:

"Now I don't need your emails anymore. Ironic, isn't?

Make sure to take my email off your list.

I think at least you can do it, or should I write to Dava like the last time? haha "





A pessoa ainda me responde, nao creio!

"I think I can swing it, Viv. Actually, I did remove you, but put you

back bc I wanted you to still feel included!! When are you leaving?"



Hum... Pq nao ser mean? Eu sou humano e esse eh meu defeito, nao consigo deixar passar...

Ounnnnnnn .. How sweet! " I wanted you to still feel included!! "

Always full of bullshit, as if I didn't know You.... ... Geezz...


Now I dont need it anymore! Sad u always do your job with some delay...

I'll
leave Soon, since CC ins't supporting me, it is not of CC business.
But dont u worry, I'm justing waiting The Next Girl To come, I would't




let my Host Family in the hand.


Hope u can do better and nicer for other girls!








Depois desse ela nao respondeu, mas ligou aqui em casa querendo falar comigo, como eu estava dormindo ela
pediu que eu retornasse a ligacao.
Acha mesmo que eu vou retornar? Olha, pelo menos por email eu me controlo um pouco, sou ironica e nao falo
(muito) palavrao,
por phone ja nao me garanto.

Enfim, algumas das coisas que me davam raiva nela, ja matei nesses emailzinhos. Eu sei que isso eh pequeno,
mas infelizmente eh um defeito, eu tento trabalhar ele pra modificar, mas ainda nao aconteceu. Fazer o que?




Ja arrumei metade das minhas coisas, so estou com dificuldade de arrumar a caixa de 48 polegadas
pra mandar por ship.


Chego em casa em marco, ja falei isso? a nova au pair chega dia 20/03 e meeus hosts pediram pra eu ir uma
semana antes dela chegar, assim a Emma tem temppo pra tentar entender.



Queria estar em casa agora, dormindo, numa cama confortavel, sem barulho de kid,
sem ter que cuidar delas depois, mas meus hosts nao merecem ser deixados na mao.


Desculpem pela mah formatacao do texto, a quebra de linha sumiu, nao tem acentos nesse teclado....
e blablabla






Beijokas e obrigada a todos que acompanham meu blog, deixam mensagem e torcem por mim!

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Agora é oficial.

Realmente nao foi ums situacao agradavel, mas tudo esta se ajeitando.

Ontem a noite conversei com o meu host, ele me deu algumas razoes para pensar e ficar mais, razoes das quais eu ja tinha conhecimento e concordava.

Sinceramente, existem sim coisas que eu gostaria de fazer, lugares que eu gostaria de conhecer, mas eu ja nao tenho mais o espirito de conciliar cuidar de criancas e fazer essas coisas. Sinto saudades de casa, familia, amigos.

Talvez alguns dos meus planos futuros nao ocorram como planejado no momento esperado, mas irao acontecer sim.

A minha re-adaptacao nao sera facil, tenho consciencia disso, vivo tendo pesadelos com filas de banco, cidades sujas, ladroes de bolsa... uma infinidade de coisas. Mas cada escolha tem seu preco, estou deixando de viver em um lugar dos sonhos, pra viver ao lado daqueles que eu amo.

Eu prefiro pagar e ter o amor da minha familia, do meu namorado, dos meus amigos, do que ter tudo o que eu tenho for free e nao te-los.

A vida aqui eh boa sim, tenho carro, gasolina, cel, food, internet, algumas viagens, tudo de graca e ainda ganho meu salario.


Uma menina postou um comentario pra mim, muito fofo, aonde ela dizia "Já fiz intercâmbio uma vez e optei por voltar em seis meses, o que não me impediu de ter essa experiência novamente.", assino em baixo. Quem disse que nao posso voltar? Ou ir para outro pais?

Nos nossos planos (meu e do meu namorado) esta fazer um mochilao pela Europa, passar pela cidade dele...


Bom eh isso pessoal... A decisao foi tomada, anunciada e os preparativos para minha volta estao em andamento.


MAE, PAI, LUIS, TODO MUNDOOO... Prepara a Festanca que eu to chegando!!!!

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

A decisao.

Ha algum tempo, que tenho pensando e repensado em voltar pra casa.

Uma das coisas que lembrei essa semana, foi que quando fui ao Brasil de ferias, minha mae me falou: "Filha, promete que vai voltar daqui um ano heim.".
E falei "Tah mae, eu volto.", mas no fundo pensei, "que um ano nada, vou terminar meu segundo ano de au pair, mudar o visto e ficar por la, quem sabe nao acabo casando la.".

A situacao tomou varios rumos diferentes.
Quis voltar, quis ficar, quis ir pra outro pais.

Nao que aqui nao seja bom, longe disso, meus hosts sao pessoas maravilhosas, nao tenho UMA reclamacao, amo meus hosts, meus bebes, a familia da minha host, os amigos deles, os poucos e bons amigos que fiz aqui.

Antes de ir em frente, quero falar uma coisa, SEI que tem meninas que acompanham meu blog, que vao falar: Mas que perda de tempo (conheco o geniozinho das danadas), mas a opiniao de voces, realmente em nada me importa ou me abala. O que eu ganhei ou perdi, so eu saberei.


Nesse tempo, conheci meu namorado (Te amo amoRR), as saudades de casa aumentaram, e o pensamento de que preciso voltar, so aumentaram. Nao deixo de pensar que quero apreciar mais os meus pais, como nunca apreciei. Nesse tempo aprendi a dar valor a familia, aos amigos,as pequenas oportunidades.

Metade das coisas que planejava fazer, nao fiz, mas nao fiz por nao mudar aquele jeitinho de deixar tudo pra depois. Mas estou feliz sim, conquistei espaco, ganhei conhecimento, tive um ano de diversao, fui dona do meu nariz, das minhas decisoes, dos meus sonhos.


A decisao foi tomada: Voltarei para Casa.


Pensei em diversas formas de como contar para os meus hosts, e nunca chegava numa resposta que me satisfizesse. Queria dizer os meus motivos por ir embora, sem que eles ficassem com trauma, por assim dizer.
A primeira au pair renovou e disse que iria casar, saiu do programa e nao casou.
A segunda nao aguentou 2 meses.
Eu decidi ir embora, sendo que renovei por mais um ano.
Nao gostaria que futuramente eles nao renovassem com alguem que possa ser uma boa au pair para os meus bebes, por medo dessa situacao acontecer de novo.

Mas nem tudo sai como planejado, e essa semana a minha host vira e me pergunta:
"Quando eh que vc vai tirar suas ferias mesmo?"
Nao aguentei, nao queria mentir e disse que precisavamos conversar.

CLARRRROOOO, que comecei a chorar (Simone, culpa tua), e falei os meus motivos e disse que sinceramente, a unica coisa que nao queria levar dessa experiencia, era perder aamizade deles, pq tenho eles como uma segunda familia, que eh como eu os tenho, FAMILIA. Tambem disse que nao gostaria de fazer o que a Bettina fez (fugir de casa), ela disse que estava tudo bem, que gostaria que eu ficasse, mas entendia e que achariamos uma solucao.

Nao acertamos detalhes, nem conversei com meu host ainda, mas a decisao foi tomada.

Foi dificil decidir isso, principalmente com todo carinho que recebo, com os abracos de amor do Jonah, as risadas, ele me chamando pela casa, tendo coisas que so eu sei que ele quer, com a Emma me falando "Eu amo voce mais do que voce me ama", ela me abracando e me beijando, falando que gostaria que eu fosse em tal lugar com ela pq vai ser legal.

Ja conversei com a Emma os "pqs" de que as au pairs tem que voltar pra casa, e vi que seria dificil pra ela quando fosse a minha vez.

Sinto que acabei nao cumprindo minha palavra com meus hosts e me sinto mal por isso, mas eu tambem tenho planos pessoais que quero realiza-los e nao poderei dar seguimento se continuar aqui, e eh como me falaram, o diade eu ir embora, iria chegar, eu so adiantei alguns meses.

Talvez um dia eu volte, talvez nao, nunca saberemos o dia de amanha, mas o importante para mim HOJE eh que conquistei coisas que nao imaginava, nao falo de bens materiais, mas daquelas coisas que nao tem preco voce poder ter na sua vida.


Emma, Jonah, Jem e Jim ~~ AMO todos voces.

¯`» Aonde voce esta? 2009 «´¯