quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Happy Halloween!!


Happy Halloween!!
You've been Mooned!!
One rule to this game.... You can NOT get someone who has already gotten you! Now... go out there and get as many people as you can, before they get you! I got you first! and you can't get me back!


Happy Halloween!!
Indo para Boston, creio que a cidade se chama Salem, a cidade das Bruxas nessa sexta-feira.
A programacão é:
- Vamos direto pra balada,
-Festa a Fantasia na casa do amigo do "Tio",
-Visitar as feirinhas de Salem e/ou visitar os eventos
-Dormir
-Balada
-Balada [2]
Não faco ideia de qual seja a ordem, mas vamos fazer isso mesmo, rs.
Segundo conto como foi Tudo e coloco fotinhus! PROMETO postar as fotos aqui.
Happy Halloween!! Happy Halloween!! Happy Halloween!! Happy Halloween!!

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Primeiro Ano - Finalizado com Sucesso.

Nessas ultimas semanas passei por algumas coisas pessoais, e acabei nao tendo coragem para vir dividir com voces aquilo que eu gostaria. Coracao quebrado mais uma vez, bola esperando por um novo jogo.



Acabei meu primeiro ano! UHUUU \o/

Fiquei imensamente feliz, muito mesmo. Terminei um projeto na minha vida, e recomeco outro.

Conversando com meninas na mesma fase que eu (acabando seu primeiro ano ou que ja tenham terminado) sempre surge o mesmo assunto: Queria mesmo era voltar pra casa.



Do ponto de vista do ingles, creio que seriam necessarios alguns anos a mais pra me tornar fluente. Brasileirissima, com aquele sutaque paulista, que mostra que sou de fora, esquecendo palavras ou trocando-as, sem tempo e sem animacao pra ir buscar esse ingles, chego a conclusao que eh hora de ir pra casa ou mudar meu visto e ser apenas estudante mesmo. Como ser apenas estudante não é uma grande opcao pra mim....



Sim, pensei muito em voltar pra casa esse ano mesmo. Saudades absurdas dos meus pais, amigos, meio que apaixonada por um cara que esta no Brasil... Foram coisas que me tentaram a dizer: "Eu amo voces, mas quero a minha vida real de volta".



Não, Não tomei essa decisao. Continuo firme na vida de au pair. Morando aqui com o pensando lá no meu amado pais. Alias, nós não tomamos essa decisao. Algumas continuam na batalha, outras procurando novas familias para o segundo ano, algumas estao voltando pra casar.


É dificil, pensar com a razao e com o coracao ao mesmo tempo. Não é facil, agora chegou a época em que as minhas amigas estao indo embora, nao quero nem pensar em quando dezembro chegar, a Milly vai partir, ja estou de coracao quebrado. Vejo ela sofrer por antecipacao por causa dos meninos que ela cuida, e me vejo na mesma situacao. Só de pensar que irei embora e deixarei meus amores aqui. Minha linda Emma, o amor da minha vida! A crianca que entrou na minha vida para mudar meus conceitos, meu coracao, meus pensamentos. Choro de pensar nisso.



Essa crianca me mudou de tal forma, quem le meu blog desde o comeco do meu programa, sabe que quando cheguei aqui, detestava ela, queria voltar pra casa por causa dessa crianca, e hoje morro de amores.



Quem vai vir no skype falar palavras em portugues para os meus amigos? Quem vai ficar me imitando quando to pondo maquiagem? Quem vai ser a minha irmanzinha quando eu partir?

Dói!



Pensar que talvez eu nunca mais a veja, me da forcas pra ficar aqui. Pensar que as coisas que planejo fazer quando voltar podem dar errado, me fazem ficar. A facilidade da minha vida aqui, me faz ficar.





Não cheguei a comentar, mas a au pair da irma da minha host, fugiu de casa. Cansou.

Eu entendo pq, ate eu morando naquela casa teria fugido. Os hosts sao maravilhosos, as criancas sao boazinhas, mas eu nao vejo o amor que eu vejo nas minhs kids, nas kids de la.

Elas sao frias.



Tudo bem que depois que ela fugiu, eu tenho me tornado mais frequente naquela casa e tenho mais contato com os meninos. E por milagre, tenho gostado dos resultados. Eu detstava o mais velho, to comecando a me dar bem com ele.

Ainda nao curto os playdates, mas nisso eu ja nao tenho tanta escolha... haha


Estava pensando em fazer um post falando sobre as amigas au pairs, aquelas com a qual dividi as angustias, curiosidades, aquelas que comecaram o programa junto comigo, digo, desde o processo de pesquisas, preenchimento, passaporte, embarque... Mas sei que nao vou fazer, entao vou fazer um resumo:





Thais Japa: Veio, parou numa familia louca, entrou de rematch e a CC mandou ela de volta pra casa. Esta vindo again no fim do ano em outro tipo de intercambio.



Thais zizy: Passamos por varias juntas e ate hoje somos mega unidas.
Tiramos passaportes no mesmo dia, fui durmir na casa dela, brigamos de parar de nos falar, voltamos, rimos e choramos juntas. Tah no Top 10 Zizy!!! rs

A Zizy foi pra uma host que parecia de sonhos, mandou uma limosine ir busca-la no treinamento, mas na verdade era uma fdp exploradora. Zizy junto provas e pediu rematch, e finalmente foi morar na familia dos sonhos.

A host dela pagou um cruzeiro pelas Bermudas, paga extra por tudo, e de presente, esta pagando os tickets dela para oBrasil, e quando ela voltar do Brasil, eles vao pra Disney, com tudo pago.
Nem vo comentar muito, olho gordo tah em alta hoje em dia, rs.


Mari Motoqueira
Cansou do programa, arranjou um emprego numa area legal e tah mega feliz.

Carol
Entrou de rematch na primeira semana, ficou com a segunda familia, e nao extendeu. Acho que ela nao curtiu muito o programa. rs

Mane
Esse nao se deu muito bem. Ficou pouco tempo no programa, fugiu dele, se meteu em encrenca e voltou pro Brasil

Nathy
Tah super bem com a familia dela, viajanod bastante.


Por Enquanto eh isso, tenho mais a falar desse assunto, mas vou publicando pq senao vou acumulando, acumulando e nunca blogo.

Bju bju

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Blogando...

10 de outubro de 2007 e 10 de outubro de 2008.

Estou com tantas saudades de casa. Inexplicavel.
Passei a ultima semana pensando que, na proxima semana, deveria ser a minha ultima semana aqui. Que ha um ano atras, eu estava triste por estar vindo e deixando meu pais sozinhos. \o/

Foi dificil, mas consegui sair da saia da minha mae e da asa do meu pai.
Ninguem nunca acreditou que eu fosse passar um ano aqui, muitos me deram 1, 2 ou ate 3 meses como au pair, mas depois voltaria correndo.

No comecinho de tudo, quis voltar mesmo, mas nao tive outra opcao alem de tentar, como ja disse antes e volto a repetir, eu nao me arrependo. Estou feliz aqui, cansada, mas feliz.

Algumas vezes me perguntei pq decidi extender meu ano, um dos objetivos sempre foi melhorar o meu ingles. Em partes ele tem melhorado, minha audicao estao muito melhor, entendo bem, mas infelizmente ainda nao consegui falar muito bem, sempre enrosco, esqueco palavras, troco significados, e nao tenho me esforcado muito pra melhorar isso. Em fato, quando estou off quero mais eh aproveitar meu tempo, com meus amigos, assistindo meus Dvds de ER (plantao medico), meus videos, jogar on line, bater um papo, falar com meus queridos...

Seria muito mais facil aprender estando apenas como estudante, mas essa nao eh uma opcao muito valida pra mim. Passarinho que cria asas tem que voar e criar o proprio ninho. As asas ja bati faz tempo, so nao tenho o meu ninho. Sendo apenas estudante nao tenho como me manter sozinha. Quem eh au pair entende o que estou falando.

Esse primeiro ano tem passado rapido, esta quase no fim, as vezes peco que o proxim passe rapido tambem, as vezes quero que passe devagar.
No fundo, o que eu queria era ficar por aqui, mas nao quero ficar longe daqueles que amo, as pessoas mais importantes da minha vida: Meus Pais.

Todos me perguntam pq nao arranjo namorado e caso por aqui mesmo, a resposta É e sempre vai ser a mesma: Tenho tentado nao criar raizes aqui, tenho que voltar e ficar com meus pais.
Pode ate ser que nao de certo, que eu queira voltar, ou ir para outro pais, mas isso ja eh outra historia.

Morar fora é um otima oportunidade, é uma grande oportunidade, principalmente quando voce vem sozinho e nao tem ninguem para resolver seus problemas, foi assim que eu aprendi e tenho aprendido a me virar. Confesso que meus hosts e a Emilly sempre me dao uma mao quando necessario, mas tenho aprendido o valor de cada coisa, tenho aprendido a esperar sem reclamar pra ter aquilo que eu quero. Aprendi a gastar dinheiro com coisas que nao queria, mas que sao necessarias (estou falando por exemplo, do seguro saude da CC que vou renovar).

Existem pessoas que ao ler isso, e algumas ja me falaram, querer ficar aqui nao é egoismo, é querer mudar de vida, crescer, ter uma oportunidade melhor.
No meu caso vejo como egoismo sim, tenho meus pais me esperando com as promessas que deixei. Nao quero quebrar as promessas que fiz a eles!

Muitos nao entendem o que quero dizer, ou o que eu sinto em relacao a isso, vou tentar explicar:
Sou filha do segundo casamento do meu pai. Tenho duas irmas por parte dele.
Por parte de mae sou filha unica, entao ja foi dificil para ela me deixar vir. Mesmo eu sendo birrenta, sempre fomos apegadas.

Por parte do meu pai, sempre fui a que tive mais atencao, obvio, morando junto eh sempre mais facil. Meu pai eh meio desligado por natureza, minhas irmas nunca entederam isso, e espero que nao venham a ver isso tarde demais.
Sempre brigaram muito com ele. Ele nao eh santo, mas sabe o que bem engracado?

Elas sempre julgaram ele por ele nao ligar em natal, ano novo, pascoa, dia da arvore, dia do arco iris.... Espera um momento, quem disse que ele nunca ligava? EU era uma que ligava quase todos os feriados de fim de ano. Quem atendia o telefone? As vz ninguem, as vz a mae delas.
Se elas pegavam os recados, eh algo que dificilmente vamos saber.

Enfim, sei que meus pais estao envelhecendo, estao ficando doentes, e eu quero estar la, para aproveitar cada momento que eu possa ter com eles. Demorei pra ver isso, demorei mesmo, mas nunca eh tarde para se consertar os erros. Fui uma filha por muitas vezes danada, ruim, mal criada, sempre tive consciencia disso, mas estou pronta para ao menos tentar ser melhor.

Passado um ano (ou quase um ano) longe de casa, podemos ter a visao de como eh passar a vida sem ter mais aqueles que amamos. Quando meus pais se forem, quero ter a minha mente leve e o pensamento de que Eu estava ao lado deles quando eles precisaram de mim.

Nao quero saber das oportunidades que perderei aqui no EUA. Nao quero pensar nas coisas que deixei de fazer no passado por proibicao do meu pai. So quero estar ao lado deles, dividir tudo o que eu puder, pq sei, que eles ficarao felizes com isso.


No final, só Deus sabe o que vai ser de mim, e espero que possa dividir isso tudo com os meus amados.

Acho que ainda nao comentei sobre isso. Refiz as pazes com uma pessoa do tempo do Banco do Brasil. Por mais engracado que venha a soar, comecamos uma discussao por email, que foi se alongando demais, essa pessoa leu meu blog e deixou um comentario muito maldoso. Apos esse comentario, comecamos a conversar, e chegamos num ponto, aonde tivemos que esclarecer muitas coisas. Voltamos a ser amigos.

Nao entendeu?
Tenho tentado perdoar e ser perdoada por pessoas que fizeram parte da minha vida.
Tenho obtido sucesso, e isso me deixa feliz.
Infelizmente ha pessoas que tento, mas TENTO mesmo perdoar, mas nao tem como.
Um dia quem sabe....

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Rosh Hashanah

Epoca de feriados? Significa festa com a Grande familia reunida.

Confesso que antes de vir fiquei MUITO encucada com a religiao dos meus hosts, como seriam as festividades e tradicoes. Hoje nao posso esperar pra ver a familia reunida! Eh sempre muito bom, toda vez, acabo conquistando um pouquinho mais da familia, conhecendo mais pessoas, e o melhor, acabo ganhando mais conhecimento na cultura deles, que por sinal, eh muito bela.

Essa semana foi comemorado o Hashashana, que é o nome dado ao ano-novo no judaismo.

Encontrei a Bettina (au pair da irma da minha host mom), assim ficavamos conversando e atualizando os planos que temos. Nao sei se ja falei dela, um doce de menina, eh austriaca.

Uma das tradicoes nesse feriado, eh "Dip Dip" (juro, esqueci a palavra em portugues), como se fosse "Mergulhar"um pedaco de maca no mel, para ter um Sweet New Year (um doce ano novo).

Algumas pessoas fazem um pequeno discurso, e quem fez foi a Aunt Marilyn, quase nos fez chorar. Falando sobre a mae dela (avo da Jen). Muito bonito como as pessoas dessa religiao sao ligadas a familia, muito mesmo.

Desviando um pouquinho o assunto, um dia desses apareceu um topico, aonde abordavamos "Escolha de Host Family".
Fui criticada por dizer sem medo, que nao iria morar numa familia de Single Father e nao iria morar na casa de Gays Mother ( aqui o bicho pegou).
Continuo com a mesma opiniao, algumas meninas ate me fizeram refletir com seus posts, mas sinceramente, nao iria dar certo pra mim. Primeiro, pq meus pais iriam surtar la no Braza, segundo, eu respeito, e quem me conhece sabe que respeito mesmo a opcao sexual de cada um, mas acredito que o homem foi feito pra mulher e vice versa. E mesmo eu nao indo mais a igreja, acredito muito na palavra do Senhor. Quem leu ou le a biblia sabe que Deus eh contra esse tipo de religiao.
Enfim, e se eu tivesse feito como algumas disseram no topico, que temos que estar aberta a todas as possiblidades, sermos bem flexiveis, sera que eu estaria tao feliz como estou?

Cada um tem que escolher sua host family de acordo com a sua criacao, com a sua personalidade. Agradeco voce meu Senhor, por ter me dado a oportunidade de conviver com uma host family que realmente eh uma family pra mim, que me trata como membro da familia, que me ama como tal! Obrigada por ter hosts que me chamam de Third Kid, que riem comigo, que me abracam nos momentos homesick, que estao sempre abertos a tudo o que possa aparecer, que morrem de medo de eu largar a familia, por ter uma familia tao linda como essa.
Thanks My Lord!!!


Facam suas escolhas baseadas no seu coracao, nao pensem nos beneficios que as familias irao te dar, tudo isso, eh um bonus (esqueci a palavra que queria usar em portugues de novo).

No meu proximo post, vou falar sobre as meninas que conheci no orkut, que vieram no mesmo periodo que eu, e como anda a vida de cada uma, quem se deu bem, quem se deu mau, quem deu a volta por cima, quem mudou de vida.



Ah, para aqueles que acompanham meu blog em busca de informacoes, ou sao aqueles parceiros que estao sempre por aqui, Thanks and Welcome to my life!

Para aqueles outros que jogam no outro lado, que estao mordidos de inveja, com raiva pq eu usei pra fazer ciumes em outro e dei um belo de um pe na bunda e tu ainda nao conseguiu superar, mesmo depois de 2 anos e meio terem se passado, para aquelas que estao mordidas por terem tentado roubar meus namorados sem sucesso, para aquelas que tentaram me foder a vida sem nenhum sucesso: Kiss my Ass your piece of crap!


Have a Great Week my Friends

¯`» Aonde voce esta? 2009 «´¯